Perda de massa muscular durante o envelhecimento pode estar ligada à diminuição de impulsos nervosos - Dr. Guilherme Meyer

Perda de massa muscular durante o envelhecimento pode estar ligada à diminuição de impulsos nervosos

old_muscle

Exercícios físicos regulares podem ajudar a reverter o problema; saiba mais

À medida que se envelhece é comum que os músculos das pernas diminuam e se tornem mais fracos, gerando dificuldades de locomoção em atividades do cotidiano, como subir escada ou levantar de uma cadeira.

Esse problema eventualmente irá afetar a todos, e um dos motivos pode estar relacionado à diminuição de impulsos nervosos que controlam as pernas. É o que aponta uma pesquisa realizada pela Universidade Metropolitana de Manchester, na Inglaterra, e Universidade de Waterloo, no Canadá.

Para chegarem a essa conclusão, os pesquisadores avaliaram por anos um grupo de 168 homens, e descobriram que os nervos que controlavam as pernas desses indivíduos diminuíram naturalmente entre 30% a 60% até os 75 anos, o que significa que, consequentemente, houve perda de massa muscular.

As avaliações foram feitas a partir de exames de ressonância magnética, que registraram a atividade elétrica que passava pelos músculos e possibilitou estimar o total e o tamanho dos nervos que restavam.

A boa notícia, entretanto, é que entre aqueles que praticavam atividades físicas e tinham músculos grandes e saudáveis, foram observadas mais chances de esses músculos serem “resgatados” pelos nervos restantes.

A explicação para isso é a seguinte: nesses indivíduos, os nervos sobreviventes têm mais probabilidade de se reconectarem e enviarem sinais para os músculos, recuperando-os e evitando que sejam perdidos.

Portanto, se você ainda não pratica exercícios físicos regulares, principalmente aqueles que trabalham os músculos mais diretamente, como a musculação, não perca tempo. Além de trazerem inúmeros benefícios para a saúde como um todo, eles podem ajudar a prevenir a perda de massa muscular no futuro.